O Programa AL-INVEST Verde lançou o seu primeiro convite à apresentação de propostas para projectos inovadores na América Latina

  • AL-INVEST Verde visa promover o desenvolvimento das MPMEs na região através da implementação de práticas sustentáveis.
  • A Componente 1 do programa trabalha em conjunto com um consórcio de instituições, composto por organizações latino-americanas e europeias de apoio às empresas, lideradas por sequa.
  • O programa concederá 10 milhões de euros de financiamento para projectos inovadores em toda a região, a fim de permitir processos de produção mais limpos e circulares nas organizações empresariais.  

AL-INVEST Verde é um programa financiado pela União Europeia (UE) que visa promover o crescimento das micro, pequenas e médias empresas na América Latina, através da implementação de práticas sustentáveis, tais como a redução da pegada de carbono nos seus processos, maior eficiência na utilização dos recursos, etc. Isto, com vista a contribuir para a sua transição para uma economia mais circular. O programa proporcionará financiamento de 25 milhões de euros para projectos inovadores decorrentes de parcerias empresariais.

O programa anunciou o seu primeiro convite à apresentação de propostas em 28 de Março - as propostas serão recebidas até ao final de Junho. Para participar, as propostas de projectos devem incluir pelo menos uma entidade de um país da América Latina e uma da UE. As instituições elegíveis são organizações sem fins lucrativos da UE e de países latino-americanos como a Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai ou Venezuela.

A Componente 1 do programa - que será responsável pela avaliação das propostas - é liderada por sequaA Associação de Exportadores da Guatemala (AGEXPORT), uma organização alemã que promove o desenvolvimento de projectos e programas a nível global e trabalha em conjunto com um consórcio de instituições, composto pela Associação de Exportadores da Guatemala (AGEXPORT), a Confederação Brasileira de Associações Comerciais e Empresariais (CACB), a Câmara de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo de Santa Cruz na Bolívia (CAINCO), a Câmara de Comércio de Lima no Peru (CCL), a Confederação dos Empregadores da República Mexicana (Coparmex Jalisco) e a EUROCHAMBRES, uma organização representativa das câmaras de comércio na Europa.

AL-INVEST Verde terá uma duração de quatro anos, sendo esta a sexta edição deste programa que tem uma história de 26 anos. Só nos últimos quatro anos, a sua implementação permitiu que 110 instituições empresariais se reunissem para trabalhar de forma coordenada, desenvolvendo 67 projectos em 18 países da América Latina, das Caraíbas e da Europa. Um esforço que permitiu que mais de 49.000 pequenas empresas de toda a região beneficiassem do aumento da sua produtividade e competitividade.

Para mais informações, visite: https://www.alinvest-verde.eu/